Archive for the 'The Big Bang Theory' Category

Temporada 2007/08 – The Big Bang Theory

The Big Bang Theory foi uma série com uma história engraçada para mim. Todos os anos, vejo todas as séries que vão estrear e procuro ver quais vão me agradar, mas The Big Bang Theory não entrou na minha lista o ano passado. A série não me agradou ! Mas ela fez sucesso (pelo menos no meu meio social) ! Não aguentava mais meu amigos falando da série, comentando os episódios, ou contando a nova do Sheldon. Eu decidi então assisti-la, e ADOREI !


A série tem como base a vida de Leonard e Sheldon, dois físicos que dividem o apartamento e vivem isolados do “mundo real”, preferindo o “mundo dos nerds” para se esconderem. Os poucos amigos que têm são Howard e Rajesh, companheiros deles na faculdade, e que dividem os mesmos gostos, tipo ‘Halo’. Mas a vida de Leonard e Sheldon vira de cabeça pra baixo quando uma linda (e burra) garota muda para o apartamento em frente ao deles.Leonard logo se apaixona por Penny, e esse amor impossível vai mudar toda a monotonia da vida dos dois e de seus amigos.

Eu me apaixonei por TBBT logo no terceiro episódio, fui vendo um atrás do outro e quando terminei a temporada (com gostinho de “quero mais”) me perguntei: PORQUE DIABOS NÃO GOSTEI DE TBBT QUANDO VI SUA SINOPSE ?

A resposta me pareceu lógica: a sinopse de TBBT não é capaz de descrever a complexidade da série. Ela não é uma série sobre ciência, nem uma sitcom fútil, nem a história de um amor improvável, nem qualquer outra coisa que a taxem. Ela é tudo isso sim, mas em sua devida proporção, reunidos a milhões de outras coisas, que fazem dela, uma das melhores séries de comédia que eu já vi na vida.

TBBT é uma série despretensiosa, leve, humor simples, que faz qualquer pessoa – até a mais rabugenta – rir. A ciência não é usada de forma a excluir o público, e sim de forma a adicioná-lo. Você não precisa entender absolutamente nada do que Sheldon e Leonard dizem para se divertir com a série (e é justamente por isso que você se diverte, por não entendê-los). Sheldon é talvez o personagem mais incompreendido e também o mais adorável da última fall season. Tem vezes que acho que ele fala outra língua. Vemos tudo da perspectiva de Leonard e Sheldon, mas estamos na perspectiva da Penny, pois ficamos mais perdidos do que ela quando vemos os dois discutirem.

Temos estereótipos ? O tempo todo ! Mas, por Deus ! Isso é uma sitcom, é essa a intenção da série, mostrar de forma caricata personagens do nosso cotidiano, que corremos o risco de esbarrar a cada dia. Penny não precisava ser tão burra (e linda) e nem Sheldon tão inteligente, mas são os exageros que fazem deles (e da série) perfeitos !

Nunca assisti “Two And A Half Man”, nem nunca tinha ouvido falar de Chuck Lorre antes, mas ele já um dos melhores roteiristas de séries, em minha humilde opinião. O elenco (também desconhecido, para mim) é de primeira qualidade e sua interação é perfeita. Os episódios são bem dirigidos, ágeis e com um ótimo tempo de comédia.

Sheldon (Jim Parsons) é sem dúvida nenhuma, o melhor personagem da série. Foi o que me motivou a assisti-la e o que continua me motivando a cada episódio. Tudo nele é engraçado, desde seus tiques, o seu jeito de ser, o fato de se sentir superior, suas piadas, e etc. Ele é a melhor coisa da série, a alma da série, o que a mantém em pé.

Aguardo ansiosamente pela segunda temporada de The Big Bang Theory.