Posts Tagged 'Dexter'

Dexter – S03E08 – The Damage A Man Can Do

Dexter

Bem, o episódio de Dexter deste domingo foi muito agitado, com vários esclarecimentos e muitos temas diferentes. Os principais foram que Miguel tem interesse em Dexter para matar um assasino, Rita e seus hormônios durante a gravidez e em relação ao seu casamento, o namoro de Anton e Deb ficando cada vez mais profundo, revelador e perigoso, além de alguns mistérios relacionados a Quinn e o continuação, também reveladora, da procura pelo esfolador.

O “espetáculo” dessa semana foi o mais perfeito de toda a temporada, ao mostrar a relação de Miguel e Dexter crescendo, apesar de Dexter se deparar com seu pai, o perseguindo, tentando parar este “erro”, em sua opinião, e mostrar que Dexter vai contra seu pai e deixa, após alguns impecílios, Miguel matar Billy Fleeter, escolhido da semana, que revela que Miguel apesar das diversas opiniões sobre sua reação, adorou aquela sensação, de acordo com o personagem “fantastic”, vemos que Dexter começa a aceitar Miguel bem, apesar de privá-lo de um processo de seu “ritual sombrio”, no final do episódio, também relacionado com este assunto, vemos que Miguel, vai a casa da promotora, que anteriormente ele queria matar e ficamos com um clima de suspense, devido a alta hipótese de Miguel tentar Matá-la. Continue lendo ‘Dexter – S03E08 – The Damage A Man Can Do’

Anúncios

Indicações ao EMMY 2008 – Parte 1 – Dramas

Quem é viciado por série e está por dentro de tudo que está rolando, já sabia (e esperava ansiosamente) que hoje sairia a divulgação dos indicados ao Emmy 2008. A pré-lista já havia saido há 3 semanas. Causando a agitação dos fãs, quanto a possibilidade da sua série estar entre as cinco (ou melhor, seis). Então, hoje os nomes foram anunciados por Neil Patrick Harris (o Barney de “How I Met Your Mother”) e Kristin Chenoweth (a Olive de “Pushing Daisies”) – que foram indicados, respectivamente, como ator e atriz coadjuvante de comédia. Pra não ficar um posta grande, cansativo e pesado, decidi dividi-lo em duas partes: as indicações referentes aos Dramas e as Comédias. Essa primeira parte será sobre os Dramas.

MELHOR SÉRIE DRAMÁTICA:

– “Boston Legal” (ABC)

– “Damages” (FX)

– “Dexter” (Showtime)

– “House” (FOX)

– “Lost” (ABC)

– “Mad Men” (AMC)

Primeiramente, queria dizer que coloquei o nome dos canais em que a séries é exibida nos EUA para poder mostrar uma das maiores surpresas dessa indicação: a grande quantidade de séries vindas de TV’s a cabo. São 3: Dexter, Damages e Mad Men, vindas da Showtime, FX e AMC, respectivamente. De um tempo pra cá, a TV a Cabo dos EUA tem se mostrado uma surpresa agradável, com programas de qualidade igual, ou até mesmo superior aos da TV aberta.

FALTA: Grey’s Anatomy! Não que mereça estar aí, pois acho a lista bem justa. Mas todos os anos tanto Grey’s quanto Lost são indicadas, não ganham, mas pelo menos são indicadas. E eu estava com toda a certeza de ver as duas na lista denovo. Lost veio, mas Grey’s não.

SURPRESA: Dexter. É uma série ótima, que merece tanto quanto as outras estar aí. Mas ano passado ela (que era uma das melhores opções) foi deixada de lado. Achei que isso ia se repetir, mas não. Ela vem com tudo, emplacando Melhor Série e Melhor ator.

MEU VOTO: Dexter. Em partes por ter sido desprezada em 2007. mas também porque conseguiu fazer uma segunda temporada brilhante e melhor que a primeira que já tinha sido ótima, o que não acontece com as maiorias das séries, porque parece haver uma crise da 2ª Temporada nos EUA. Se uma série teve uma 1ª temporada boa, cai na 2ª. Dexter foi o oposto.

QUEM LEVA ? : Mad Men. Muito provavelmente. Parei no 2º episódio, mas sei que a série é muito boa. A queridinha da crítica nessa temporada, e está muito boa. Elenco, roteiro, fotografia, trilha sonora, tudo, em perfeita harmonia.

PERIGA GANHAR: Mad Men deve tomar cuidado com Damages. Muito forte concorrente e pode bater de frente com a série dos publicitários.

MELHOR ATOR DE DRAMA:

Gabriel Byrne (“In Treatment”)
Hugh Laurie (“House”)
Micheal C. Hall (“Dexter”)
James Spader (“Boston Legal”)
Brian Cranston (“Breaking Bad”)
Jon Hamm (“Mad Men”)

Meus comentários aqui podem ficar um pouco comprometidos por não ter visto nenhum episódio de In Treatment. Mad Men eu vi apenas 2, mas já é o suficiente para avaliar Hamm. Portanto, procurei um pouco em fóruns gringos para ver a opinião de lá.

FALTA: Nenhuma. Desde que saiu a pré-lista eu já imaginava esse resultado. Saí procurando os episódios que cada série indicou para os atores e assisti. Alguns atores eu não sou fã, mas estavam ótimos em seus episódios indicados, como o Spader.

SURPRESA: Nenhuma muito grande também. Embora tenha visto que algumas pessoas se surpreenderam com a presença de Byrne. As indicações de In Treatment é mais um motivo para eu tomar vergonha e ver a série.

MEU VOTO: Michael C. Hall. Sua interpretação de psicopata, onde ele tem que nos passar todas as emoções (hehe, ou falta delas) que sente o psicopata título de Dexter faz ele merecer o prêmio. Ele é brilhante desempenhando o seu papel. Merecia o ano passado, continua merecendo este ano.

QUEM LEVA ? : Não assisto “BL” mas o único episódio que vi essa temporada (justamente pela indicação de melhor ator) me fez acreditar muito na vitória de Spader, ele é um ótimo ator, e estava brilhante.

PERIGA GANHAR: Hugh Laurie. Asssim como Lost e Grey’s sempre são indicadas a melhor série e nunca ganham, na categoria melhor ator isso ocorre com Laurie. O Dr. House está todos os anos sendo indicado, mas nunca leva o prêmio. A quarta temporada da série não foi a melhor dele, mas mesmo assim, o médico ranzinza sempre será um grande concorrente.

Jon Hamm também periga ? Na minha opinião, não ! Posso pagar minha língua…

MELHOR ATOR COADJUVANTE EM DRAMA:

William Shatner (“Boston Legal”)
Ted Danson (“Damages”)
Zeljko Ivanek (“Damages”)
Michael Emerson (“Lost”)
John Slattery (“Mad Men”)

Essa era uma categoria bem difícil de se falar para mim. Quando saiu a pré-lista eu não sabia quais nomes mereciam estar entre os 5. Sabia uns que certamente não iriam, como Naveen Andrews e Christian Clemenson. Mas quanto aos outros, só duvidas. Gostei da lista final.

FALTA: Não senti falta de ninguém em especial.

SURPRESA: Nenhuma também.

MEU VOTO: Michael Emerson. No meu post de Lost eu fiz muitos elogios para ele. É um ator brilhante, conseguiu dar um up na série, fazendo o melhor personagem que existe naquela ilha. O próprio e inegável talento de Emerson fez com que ele crescesse na série. Merecia ter sido pelo menos indicado no ano passado, mas a indicação só veio nesse, onde é um dos favoritos.

QUEM LEVA ?: Acredito que Emerson leve o prêmio para casa. E o que o ajuda é o episódio submetido. Vimos várias facetas de Benjamim Linus em “The Shape Of Things To Come”, é um episódio com um arco fechado, fora que, Emerson anda em alta por lá.

PERIGA GANHAR: Ted Danson. Embora eu ache ele tão sem graça. De Damages, Zeljko Ivanek merecia ganhar bem mais do que ele. Mas ele tem surgido como um dos favoritos e as críticas são a seu favor. Vai bater de frente com Michael Emerson pelo prêmio.

MELHOR ATRIZ EM DRAMA:

Glenn Close (“Damages”)
Holly Hunter (“Saving Grace”)
Sally Field (“Brothers & Sisters”)
Kyra Sedgwick (“The Closer”)
Mariska Hargitay (“Law & Order: SVU”)

Essas indicações mostram que esse ano, a experiência veio como fator predominante. Todas as atrizes aí são quarentonas. Da pré-lista já se dava para imaginar esse resultado, e acho totalmente justo, esses 5 nomes.

FALTA: Ninguem.

SURPRESA: Nenhuma.

QUEM LEVA ?: Glenn Close. Sem dúvida nenhuma. É brilhante, faz uma personagem ótima. Tomou todos os holofotes de Damages para si. E é quase certeza absoluta que leva o prêmio. Já ouvia boatos disso antes mesmo de sair a pré-lista. Glenn Close é o grande nome da temporada 2007/08 na televisão.

PERIGA GANHAR: Muito impossível a estatueta sair das mãos de Glenn Close. mas caso ela não ganhe, acredito que sobra para Holly Hunter.

ATRIZ COADJUVANTE EM DRAMA:

Candice Bergen (“Boston Legal”)
Rachel Griffiths (“Brothers & Sisters”)
Chandra Wilson (“Grey’s Anatomy”)
Sandra Oh (“Grey’s Anatomy”)
Dianne Wiest (“In Treatment”)

Lista boa, justa. Embora Sandra Oh não seja essa coca-cola toda e nem esteja em seu melhor momento em Greys, sua indicação não chegou a ser uma surpresa. Quanto as outras, eram previsíveis suas presenças.

FALTA E SURPRESA (Sim, juntas!): Rose Byrne. Tive uma surpresa imensa ao ver seu nome na pré-lista (como assim ? COADJUVANTE ??), mas depois de me adaptar com a idéia, acreditei que ela levaria. mas ela nem teve indicação. E talvez seja justamente por não ser coadjuvante que ela não tenha sido indicada. Mas era a melhor da pré-lista.

QUEM LEVA ?: Difícil. Acredito que Chandra Wilson fica com essa. Merce esse prêmio há anos. Mas ainda fico na dúvida entre ela e Candice Bergen, sempre ótima.

PERIGA GANHAR: Todas. Não ponho minha mão no fogo por ninguém nessa lista.

MELHOR ESCALAÇÃO PARA SÉRIE DRAMÁTICA:

“Brothers & Sisters”
“Damages”
“Friday Night Lights”
“Mad Men”
“The Tudors”

Categoria bem difícil. Grandes concorrentes. Eu torço para Friday Night Lights, mas acho que não leva. A disputa final fica entre Brother & Sisters, Damages e Mad Men. Arriscando por alto diria que quem leva é Mad Men, mas não tenho certeza nenhuma quanto a isso.

Bem, é isso. Hoje a noite, ou amanhã de manhã, novo post sobre as indicações do Emmy 2008. A segunda parte trará indicações e meus comentários sobre Comédias.